28 de setembro de 2009

116 Anos


A todos os Portistas, que desde o dia 28 de Setembro de 1893 e ao longo dos anos fizeram com que o Futebol Clube do Porto tenha hoje a grandeza que tem. Muitos Parabéns.

20 de setembro de 2009

Artur Jorge

Artur Jorge Braga de Melo Teixeira nasceu no dia 13 de Fevereiro de 1946 na cidade do Porto.
Começou a jogar futebol nas camadas jovens do Futebol Clube do Porto, sendo Campeão Nacional em 1962/63 pelos juniores.
Na temporada de 1964/65 integrou o plantel principal dos Dragões. A sua estreia com a camisola dos Dragões em jogos como sénior aconteceu no dia 13 de Setembro de 1964 no Campo do Baluarte, em Peniche, onde os portistas empataram 1-1 com o G.D. Peniche, num jogo a contar para a 1ª mão da 1ª eliminatória da Taça de Portugal de 1964/65.
Nessa época apenas disputou seis jogos pois uma grave lesão afastou-o durante um grande período de tempo dos relvados.
Na temporada seguinte mudou-se para Coimbra onde viria a representar a Académica durante 4 temporadas.
Depois em 1969/70 transferiu-se para o S.L. Benfica, onde foi por 4 vezes Campeão Nacional, venceu 2 Taças de Portugal e foi por 2 vezes o melhor marcador do campeonato.
Em 1975/76 ingressou no C.F. Belenenses onde voltou a sofrer mais uma grave lesão que o fez retirar-se da carreira de futebolista.
Artur Jorge representou ainda a Selecção Nacional por 16 vezes e marcou 1 golo.
Foi depois para a Alemanha tirar o curso de treinador e quando regressou foi convidado por José Maria Pedroto a fazer parte da sua equipa técnica no Futebol Clube do Porto. No entanto pouco depois Pedroto e o então Presidente portista, Américo de Sá, desentenderam-se e Pedroto foi para Guimarães levando consigo Artur Jorge.
Em 1981/82 passou a treinador principal do Portimonense S.C. onde esteve durante duas temporadas.
Na temporada de 1984/85 Artur Jorge regressou ao F.C. Porto para ser o treinador principal.
Não poderia ter sonhado com melhor destino já que se sagrou Campeão Nacional e conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira nessa primeira temporada.
Voltou a repetir a conquista do Campeonato Nacional na temporada seguinte.
Em 1986/87 Artur Jorge tornou-se no primeiro treinador nacional a conquistar a Taça dos Clubes Campeões Europeus depois do F.C. Porto ter vencido na Final de Viena os alemães do F.C. Bayern Munique por 2-1. Nessa época venceu ainda a Supertaça Cândido de Oliveira.
Na temporada seguinte rumou a Paris para orientar o Matra Racing onde se manteve durante duas épocas.
Em 1989/90 voltou às Antas para de novo levar o F.C. Porto à conquista do Título Nacional.
Na temporada seguinte venceu a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira.
Depois voltou a partir para França para comandar o Paris S.G. onde venceu uma Taça de França e um campeonato francês. Em 1994/95 Voltou a Portugal mas desta vez para treinar o S.L. Benfica onde não ganhou nada, saindo no final da temporada para se tornar no técnico da Selecção da Suíça. Passou ainda pelo comando da Selecção de Portugal, pelo C.D. Tenerife, voltou ao Paris S.G., depois seguiu-se o S.B.V. Vitesse, Al Nassr. Em 2001/02 foi campeão na Arábia Saudita pelo Al Hilal. Na temporada seguinte regressou a Portugal para treinar a Académica de Coimbra. Depois passou pelo Spartak de Moscovo, Camarões e U.S. Créteil-Lusitanos. Em 2014/15 e depois de ter estado sete anos afastado dos relvados voltou a treinar, o seu destino foi a Argélia onde treinou o M.C. Alger. Pouco depois deixou o clube africano e também o futebol.

Palmarés como jogador
4 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal

Palmarés como treinador
1 Taça dos Campeões Europeus
3 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato de França
1 Campeonato da Arábia Saudita
1 Campeonato da Russia
1 Taça de Portugal
1 Taça de França
3 Supertaças Cândido de Oliveira
1 Supertaça da Russia

14 de setembro de 2009

Maniche

Nuno Ricardo Oliveira Ribeiro, mais conhecido como Maniche, nasceu no dia 11 de Novembro de 1977 em Lisboa.
Começou a dar os primeiros passos no futebol nas camadas jovens do S.L. Benfica e em 1995/96 estreou-se na equipa principal do clube encarnado. Na temporada seguinte foi emprestado ao F.C. Alverca, onde permaneceu durante três épocas para regressar de novo ao S.L. Benfica em 1999/2000. No início tudo parecia correr bem para o jogador até que começaram a surgir alguns problemas de ordem disciplinar que acabaram por o fazer abandonar o clube lisboeta no final da temporada de 2001/02.
No início da época de 2002/03 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 25 de Agosto de 2002 no Estádio das Antas onde os portistas receberam e empataram 2-2 com o C.F. Belenenses, num jogo a contar para a 1ª jornada do Campeonato Nacional de 2002/03.
Maniche começou desde logo a ser um dos jogadores mais influentes na equipa orientada por José Mourinho, e nessa primeira temporada com a camisola do F.C. Porto venceu tudo o que tinha para vencer. Campeonato Nacional, Taça de Portugal e a Taça UEFA, que foi sem duvida o momento alto da época.
Para a temporada de 2003/04 a história voltou a repetir-se com mais uma conquista do Campeonato Nacional, uma Supertaça Cândido de Oliveira e a vitória na Liga dos Campeões.
Em 2004/05 Maniche começou por vencer mais uma Supertaça Cândido de Oliveira à qual juntou a Taça Intercontinental, conquistada no Japão ao derrotar o C.D. Once Caldas da Colômbia.
No final dessa época deixou os Dragões. Ao serviço do F.C. Porto, Maniche jogou durante 3 temporadas e foi sempre um dos principais jogadores da equipa. Conquistou 8 Títulos, disputou 125 jogos oficiais e marcou 23 golos.
Em 2005 ingressou no F.K. Dínamo de Moscovo, mas na equipa russa não foi feliz e foi emprestado ao Chelsea F.C. de Inglaterra, onde voltou a encontrar José Mourinho, e onde venceu o Campeonato de Inglaterra e a Supertaça de Inglaterra. Na temporada seguinte transferiu-se para o Atlético de Madrid onde permaneceu durante três temporadas. Pelo meio foi emprestado ao F.C. Inter de Milão a meio da época de 2007/08, ainda a tempo de festejar a conquista do campeonato italiano. Em 2009/10 rumou à Alemanha para ingressar no F.C. Colónia. Regressou a Portugal em 2010/11 para jogar pelo Sporting C.P. tendo deixado o clube de Alvalade no final dessa mesma temporada e decidiu terminar a sua carreira de futebolista.
Maniche representou a Selecção de Portugal por 52 vezes e marcou 7 golos. Esteve presente no Campeonato da Europa de 2004 e no Campeonato do Mundo de 2006.
Em 2013/14 assumiu novas funções ao integrar a equipa técnica do F.C. Paços de Ferreira, como treinador adjunto, acabando por deixar o clube a meio dessa mesma temporada. Em 2016/17 assumiu o mesmo cargo na Académica de Coimbra.
No dia 25 de Julho de 2014 voltou a vestir a camisola do Futebol Clube do Porto e a pisar o relvado do Estádio do Dragão para o jogo de despedida e homenagem a Deco.

Palmarés
1 Taça Intercontinental
1 Liga dos Campeões
1 Taça UEFA
2 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato de Inglaterra
1 Campeonato de Itália
1 Taça de Portugal
2 Supertaças Cândido de Oliveira
1 Supertaça de Inglaterra

6 de setembro de 2009

Lisandro López

Lisandro López nasceu no dia 2 de Março de 1983 em Rafael Obligado na zona de Buenos Aires, Argentina.
Começou a jogar futebol nas camadas jovens do Racing Club e em 2002/03 estreou-se na equipa principal do clube de Avellaneda. Em 2004 foi o melhor marcador do Torneio Apertura com 12 golos de sua autoria o que despertou o interesse de muitos clubes europeus.
No início da temporada de 2005/06 foi contratado pelo Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 21 de Agosto de 2005 no Estádio do Dragão onde os portistas receberam e venceram o C.F. Estrela da Amadora por 1-0, numa partida a valer para a 1ª jornada do Campeonato Nacional de 2005/06.
Na primeira época de Dragão ao peito, Lisandro López foi um dos principais jogadores na conquista do Campeonato Nacional e também da Taça de Portugal.
Na época de 2006/07 começou por vencer a Supertaça Cândido de Oliveira e terminou com a vitória no segundo Campeonato Nacional consecutivo.
Em 2007/08 teve um papel fundamental na equipa portista ao apontar 24 golos em 27 jogos a contar para o Campeonato Nacional, o que lhe valeu o troféu de melhor marcador e de novo o título de Campeonato Nacional.
Na época de 2008/09 voltou a ajudar o F.C. Porto a ganhar o Campeonato Nacional e tornou-se um dos cinco jogadores portistas a sagrar-se Tetra-Campeões. Voltou a ser importante na conquista da Taça de Portugal ao apontar o golo que valeu a vitória aos Dragões na Final contra o F.C. Paços de Ferreira.
Ao serviço do F.C. Porto, Lisandro López esteve durante 4 temporadas, disputou 150 jogos oficiais, marcou 63 golos e conquistou 7 Títulos. No início da época de 2009/10 transferiu-se para o Olympique de Lyonnais onde venceu a Taça de França em 2011/12 e a Supertaça de França da mesma temporada. Em 2013/14 rumou ao Catar para ingressar no Al-Garafa S.C.. Em 2015 o seu destino foi o Brasil e o S.C. Internacional, tendo conquistado o Campeonato Gaúcho. No ano seguinte regressa à Argentina e ao Racing Club.
Lisandro López representou também a Selecção da Argentina por 7 vezes e marcou 1 golo.

Palmarés
4 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão (Portugal)
2 Taças de Portugal
1 Taça de França
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Taça de França
1 Campeonato Gaúcho