22 de setembro de 2014

Izidoro Santos

Izidoro Santos foi um dos primeiros atletas que o Futebol Clube do Porto conheceu na sua já longa história.
Fez parte da equipa que conquistou o primeiro troféu do clube, a Taça Clube União do Norte.
Foi ainda treinador das camadas jovens onde por diversas vezes levou os infantis postistas à conquista do título de campeões. Nesse cargo orientou o seu filho, António Santos, que viria a ser um dos mais importantes futebolistas do clube nos anos 30.
Izidoro Santos fez ainda parte da direcção do F.C. Porto tendo ocupado vários cargos.

fonte: Os Filhos do Dragão

15 de setembro de 2014

Serafim

Manuel Serafim Monteiro Pereira nasceu no dia 25 de Julho de 1943 em Rio Tinto, Gondomar.
Começou por jogar futebol nos escalões de formação do Futebol Clube do Porto e com apenas 15 anos já jogava nos juniores.
Na temporada de 1960/61 integrou o plantel principal dos Dragões.
A sua estreia como sénior com a camisola azul e branca aconteceu no dia 11 de Dezembro de 1960 no Estádio da Luz, quando os portistas defrontaram o S.L. Benfica, num jogo a contar para a 11ª jornada do Campeonato Nacional de 1960/61. Desse modo Serafim tornou-se no mais novo jogador portista a alinhar na equipa principal, quando tinha 17 anos, 4 meses e 16 dias.
Conquistou por três vezes a Taça Associação de Futebol do Porto (1960/61, 1961/62 e 1962/63).
no dia 1 de Setembro de 1962, esteve presente no jogo contra os espanhóis do Athletic Club de Bilbao, uma partida em que os portistas venceram por 2-1 e que serviu para inaugurar a iluminação artificial do Estádio das Antas.
Esteve três épocas ao serviço do F.C. Porto tendo disputado 80 partidas oficiais e apontado 40 golos. Em 1963/64 transferiu-se para o S.L. Benfica. No clube da capital esteve três épocas onde alinhou em 46 partidas e marcou 20 golos. Venceu a Taça de Portugal em 1963/64.
Em 1966/67 ingressou na Associação Académica de Coimbra, clube onde jogou durante sete temporadas nas quais vestiu a camisola dos estudantes por 96 vezes, tendo sido o autor de 19 golos.
No final da época de 1972/73 abandonou a carreira de futebolista.
Em 1961 esteve presente no Torneio Internacional de Juniores da UEFA, que se disputou em Portugal e que a Selecção Nacional venceu, com Serafim a ser a grande figura da equipa ao apontar golos importantes, tais como os quatro que marcou na final do torneio na vitória de Portugal sobre a Polónia por 4-0.
Faleceu no dia 6 de Junho de 1994.

Palmarés
1 Taça de Portugal
3 Taças Associação de Futebol do Porto

8 de setembro de 2014

Jankauskas

Edjaras Jankauskas nasceu no dia 12 de Março de 1975 em Vilnius, Lituânia.
Começou a jogar futebol nos escalões de formação do F.K. Zalgiris Vilnius para se estrear no plantel principal sénior em 1991. Representou o clube da sua terra natal até ao ano de 1995. Nesses cinco anos venceu por uma vez o Campeonato da Lituânia e por duas vezes a Taça da Lituânia. Em 1996 rumou à Rússia para vestir a camisola do CSKA Moscovo. Em 1997 transferiu-se para o F.K. Torpedo Moscovo. Em 1997/98 ingressou no Club Brugge K.V., esteve no clube belga durante três temporadas onde foi Campeão Nacional e vencedor da Supertaça belga. Em 1999 transferiu-se para os espanhóis do Real Sociedad, em San Sebastián esteve outras três épocas e em 2001/02 chegou a Portugal para jogar no S.L. Benfica por empréstimo do clube espanhol durante uma época.
no início da temporada de 2002/03 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 25 de Agosto de 2002 no Estádio das Antas onde os portistas empataram 2-2 com o C.F. Belenenses, num jogo a contar para a 1ª jornada do Campeonato Nacional de 2002/03. Foi também nessa partida que Jankauskas marcou o seu primeiro golo pelo F.C. Porto ao apontar o segundo tento aos 90 minutos.
Nos Dragões, Jankauskas esteve duas épocas e praticamente venceu tudo o que havia para vencer. Sagrou-se Campeoão Nacional em 2002/03 e 2003/04, venceu a Taça de Portugal em 2002/03, ganhou a Supertaça Cândido de Oliveira em 2003/04, ainda conquistou a Taça UEFA em 2002/03 e o maior triunfo da sua carreira, a Liga dos Campeões em 2003/04.
Apesar de não ter sido um titular indiscutível, Jankauskas foi fundamental em vários jogos ao apontar golos importantes.
Ao serviço do F.C. Porto, Jankauskas disputou 83 partidas oficiais, marcou 19 golos e conquistou 6 Títulos.
Em 2004/05 o seu destino foi os franceses do O.G. Club de Nice, tendo sido depois emprestado aos escoceses do Heart F.C., durante duas temporadas e onde conquistou a Taça da Escócia. Em 2007 voltou à Lituânia para jogar pelo FBK Kaunas. Ainda nesse ano rumou ao Chipre para vestir a camisola do AEK Larnaca F.C. e uns meses depois voltou a Portugal para ingressar no C.F. Belenenses. Em 2009 viajou para a Letónia onde foi representar o Skonto F.C.. Ainda em 2009 foi para os Estados Unidos para jogar pelo New England Revolution. No ano seguinte voltou à Lituânia e ao F.K. Zalgiris Vilnius. Em 2010/11 deixou mais uma vez o seu país e rumou à Rússia onde foi representar o F.C. Fakel Voronezh. No final dessa temporada colocou um ponto final na sua carreira de futebolista.
Jankauskas representou a Selecção da Lituânia por 56 vezes e marcou 11 golos.
Em 2011/12 deu início à carreira de treinador ao fazer parte da equipa técnica do F.K. Lokomotiv Moscovo. Na época seguinte foi desempenhar idênticas funções no Heart F.C. e em 2014 voltou de novo à Lituânia para assumir o comando técnico do Trakai F.K.. Em Janeiro de 2016 assumiu o cargo de selecionador da Lituânia.
No dia 25 de Julho de 2014 voltou a pisar o relvado do Estádio do Dragão e a vestir a camisola do Futebol Clube do Porto para o jogo de homenagem e despedida a Deco.

Palmarés
1 Liga dos Campeões
1 Taça UEFA
2 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
1 Campeonato da Lituânia
1 Campeonato da Bélgica
1 Taça de Portugal
2 Taças da Lituânia
1 Taça de Escócia
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Supertaça da Bélgica