23 de fevereiro de 2015

Diamantino

Diamantino de Assunção nasceu no dia 1 de Setembro de 1926.
Estreou-se a nivel profissional na época de 1947/48 no S.C. Braga, onde jogou durante quatro temporadas.
Em 1951/52 ingressou no Futebol Clube do Porto.
Vestiua camisola dos Dragões pela primeira vez no dia 23 de Setembro de 1951 quando os portistas foram a Lisboa medir forças com o Clube Oriental, um jogo disputado no Campo Carlos Salema, em Marvila no dia 23 de Setembro de 1951, e que contou para a 1ª jornada do Campeonato Nacional de 1951/52, tendo o F.C. Porto saido vencedor por 3-2.
Diamantino vestiu a camisola azul e branca durante duas temporadas, nas quais realizou 32 partidas oficiais e apontou 15 golos.
Marcou presença em vários jogos importantes para os Dragões, tanto a nível oficial como particular. Em 25 de Maio de 1952 esteve na Inauguração do Estádio das Antas e esteve também na equipa que alinhou na primeira partida oficial do novo estádio do F.C. Porto no dia 1 de Junho de 1952, um jogo a contar para a 1ª mão das meias-finais da Taça de Portugal de 1951/52 e que os portistas venceram o Sporting C.P. por 2-0, com Diamantino a apontar os dois golos.
No final da temporada de 1952/53, Diamantino deixou o F.C. Porto.

16 de fevereiro de 2015

Albertino

Albertino Eduardo Ferreira Ventura Pereira, nasceu no dia 23 de Janeiro de 1950 em Aldoar na cidade do Porto.
Com 14 anos entrou para os juvenis do Leixões S.C., passou depois pelos juniores e na época de 1968/69 integrou a equipa principal do clube de Matosinhos. Em 1970/71 passou pelo G.D. Peniche mas na temporada seguinte voltou ao Leixões S.C.
No ano de 1972 foi chamado a cumprir o serviço militar e mobilizado para a guerra colonial. seguiu para Angola onde foi radiotelegrafista e onde viu o lado mais terrível da guerra, mais tarde integrou a equipa do Recreativo de Uige tendo sido jogador-treinador e o melhor marcador da equipa e levou o pequeno clube angolano à subida à 2ª Divisão de Angola.
Em Agosto de 1974 regressou a Portugal e ao Leixões S.C. onde esteve até ao final da temporada de 1975/76.
No verão de 1976 Albertino esteve quase a concretizar o seu sonho, jogar no seu clube do coração, o Futebol Clube do Porto, na verdade chegou a concretizar o tal sonho mas apenas numa digressão que os portistas fizeram à Amrérica do Sul porque quando regressaram a Portugal, foi transferido para o Boavista F.C. No clube do Bessa esteve três temporadas e conquistou a Taça de Portugal da época de 1975/76 ao derrotar na Final o V. Guimarães por 2-1.
Em 1979/80 finalmente ingressou no F.C. Porto.
A estreia com a camisola dos Dragões em jogos oficiais aconteceu no dia 15 de Setembro de 1979 no jogo da 4ª jornada do Campeonato Nacional de 1979/80, quando os portistas receberam e venceram o V. Setúbal por 3-1 no Estádio das Antas.
Ao serviço do F.C. Porto, Albertido disputou 57 partidas e apontou 11 golos. Venceu a Taça Associação de Futebol do Porto de 1980/81 e a Supertaça Cândido de Oliveira em 1981.
Foi um dos jogadores que disputou o jogo da 2ª mão da 1ª eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus da temporada de 1979/80, quando o F.C. Porto foi a Itália vencer o A.C. Milão por 1-0, o que foi a primeira vitória fora na competição da história do F.C. Porto.
Em 1982/83 Albertino transferiu-se para o C.S. Marítimo, na temporada seguinte ingressou no A.D. Sanjoanense e em 1984/85 regressou ao Leixões S.C. onde terminou a sua carreira de futebolista no final dessa mesma época.
Albertino vestiu também a camisola da Selecção Nacional por duas vezes.
Abraçou mais tarde a carreira de treinador e passou pelo comando técnico do S.C. Covilhã na temporada de 1987/88.

Palmarés
1 Taça de Portugal
1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Taça Associação de Futebol do Porto

9 de fevereiro de 2015

Noise

António Oliveira, conhecido como “Noise”, foi um futebolista que representou o Futebol Clube do Porto na década de 1920.
Noise, que jogava a avançado, esteve ao serviço dos Dragões durante três temporadas, entre 1925/26 a 1927/28. Disputou 13 partidas e apontou 7 golos.
Estreou-se com a camisola portista no dia 11 de Outubro de 1925, no jogo da 1ª jornada do Campeonato do Porto quando o F.C. Porto recebeu e venceu o S.C. Salgueiros por 4-2.
Venceu por três vezes o Campeonato do Porto.
Também viveu grandes momentos em jogos de carácter particular, tal como aconteceu no dia 5 de Abril de 1926 quando o F.C. Porto recebeu e venceu os campeões da Baviera do Verein Razenspiele Furth, por 3-2. Outro jogo em que esteve presente foi em Janeiro de 1927 na vitória dos azuis e brancos por 4-0 contra os franceses do Bordeaux University Club.

Palmarés
3 Campeonatos do Porto

2 de fevereiro de 2015

Hamilton

Hamilton foi um futebolista inglês que jogou no Futebol Clube do Porto durante a década de 1910.
Chegou aos Dragões em 1915 para sair em 1917. Durante esses dois anos, Hamilton ajudou os portistas a conquistaram várias provas, tanto oficiais, como partidas e torneios particulares. Venceu por duas o Campeonato do Porto (1915/16 e 1916/17) e a Taça Associação de Futebol do Porto, também por duas vezes (1915/16 e 1916/17).
Em 1917 viu-se obrigado a deixar o F.C. Porto para voltar a Inglaterra para cumprir o serviço militar, voltou depois a Portugal onde veio a ingressar no Vilanovense F.C., clube onde jogou mais algumas temporadas.

Palmarés
2 Campeonatos do Porto
2 Taças Associação de Futebol do Porto