28 de março de 2016

Zeferino Duarte

Zeferino Duarte, futebolista que jogava a médio e que representou o Futebol Clube do Porto na década de 30 de século passado.
A estreia pelos Dragões teve lugar no Campo do Ameal onde o F.C. Porto recebeu e venceu o Sport Progresso por 8-0, no dia 30 de Outubro de 1932, numa partida a contar para o Campeonato do Porto de 1932/33.
Zeferino Duarte representou os portistas por três temporadas, tendo disputado 13 partidas oficiais e apontado 1 golo que foi no jogo da 8ª jornada do Campeonato do Porto de 1933/34, quando os Dragões foram ao Estádio do Lima derrotar o C.D. Candal por 7-1.
Ajudou a conquistar o Campeonato do Porto por três vezes e venceu o Campeonato Nacional na época de 1934/35, o que foi o primeiro campeonato a nível nacional realizado em Portugal.
Mas para além dos títulos conquistados, Zeferino Duarte viveu ainda grandes momentos com a camisola azul e branca, como aconteceu no dia 28 de Maio de 1933 quando foi um dos titulares da equipa que derrotou o S.L. Benfica por 8-0 no jogo da 1ª mão dos Quartos-de-final do Campeonato de Portugal de 1932/33.
Zeferino Duarte marcou presença ainda em várias partidas de carácter particular contra clubes estrangeiros. Em Julho de 1933 esteve na vitória sobre o R.C. Deportivo Coruña por 3-2 no Campo do Ameal, já em Janeiro de 1934 viu o First Viena a sair derrotado por 3-0 do Campo do Ameal depois de os austríacos terem vencido o C.F. Belenenses, Sporting C.P. e o S.L. Benfica, ainda em Janeiro de 1934 esteve presente no triunfo contra o Club Atlético de Madrid por 4-1 e para finalizar o ano de 1934 da melhor maneira, foi a vez dos húngaros do Upjest deixarem o Estádio do Lima com uma derrota por 2-1.
No final da temporada de 1934/35 deixou o F.C. Porto.

Palmarés
1 Campeonato Nacional 1ª Divisão (Portugal)
3 Campeonatos do Porto

21 de março de 2016

Alvaro Neto

Álvaro Lopes Neto foi um futebolista que jogou no Futebol Clube do Porto da última parte da década de 20 e nos primeiros anos da década de 30 do século passado.
Ingressou no F.C. Porto na época de 1928/29 e representou os Dragões durante quatro temporadas, até ao final da época de 1931/32.
A sua estreia na equipa principal dos Dragões aconteceu no dia 30 de Dezembro de 1928, num jogo a contar para a 2ª jornada do Campeonato do Porto em que os portistas venceram o Sport Progresso por 11-0.
Em todas as temporadas que vestiu a camisola azul e branca, ajudou os portistas a conquistar o Campeonato do Porto.
Apesar de fazer parte do plantel portista, Álvaro Neto não participou em nenhum jogo do Campeonato de Portugal da temporada de 1931/32 e dessa forma o seu nome não consta na lista dos vencedores que o F.C. Porto conquistou.
Viveu ainda grandes momentos em jogos particulares quando os portistas defrontaram equipas estrangeiras. Em Janeiro de 1930 os espanhóis do R.C. Celta de Vigo foram esmagados por 6-2, no Campo da Constituição. No ano seguinte, igualmente em Janeiro, foi o R.C. Deportivo Coruña a regressar a casa com uma pesada derrota por 6-0 e em Julho de 1931 o F.C. Porto venceu o C.R. Vasco da Gama por 2-1 no Estádio do Lima, obtendo a primeira vitória de uma equipa portuguesa sobre um clube brasileiro.
No final da época de 1931/32, Álvaro Neto deixou o F.C. Porto.

Palmarés
4 Campeonatos do Porto

14 de março de 2016

António Cardoso Faria

António Cardoso Pinto de Faria foi o 9º presidente do Futebol Clube do Porto.
Em 1920 assumiu a presidência do clube. Sucedeu a Henrique Mesquita e deixou o leme dos Dragões dois anos mais tarde.
No período de tempo em que comandou os destinos do clube, os portistas venceram o Campeonato do Porto por três vezes, (1919/20, 1920/21 e 1921/22) e Conquistam o Campeonato de Portugal, na estreia da prova, ao derrotarem o Sporting C.P. por 3-1, na finalíssima disputada no Estádio do Bessa no dia 18 de Junho de 1922.
Foi ainda sob o seu comando que os Dragões conseguem a primeira vitória em Lisboa sobre o S.L. Benfica por 3-2, numa partida disputada no Campo de Sete Rios no dia 4 de Abril de 1922. Já antes, no verão de 1920, os portistas defrontam pela primeira vez na história o C.F. Belenenses, que tinha sido fundado em Setembro de 1919, e vencem por 4-3 no Campo da Constituição, o mesmo Estádio que serviu para a vitória perante o Real Madrid C.F. por 5-0 no dia 5 de junho de 1921.

7 de março de 2016

Guarín

Fredy Alejandro Gaurín Vásquez nasceu no dia 30 de Junho de 1986 em Puerto Boyacá na Colômbia.
Começou a jogar futebol numa pequena equipa do seu bairro, o Patriots Football Club de Tunja. Passou depois para o Cooperamos Tolima e de seguida para o Deportes Tolima. Seguiu-se em 2002 o Atlético Huila, que foi o primeiro clube profissional onde jogou. Em 2004 assinou o seu primeiro contrato de futebolista com o C.D. Envigado Fútbol Club, um contrato que durou três anos. Na época de 2005/06 viajou para a Argentina onde foi representar o C.A. Boca Juniors e foi no clube de Buenos Aires que conquistou os primeiros títulos da sua carreira ao vencer o Torneio Clausura 2005, o Torneio Apertura 2006 e a Taça Sul-Américana de 2006. Na temporada seguinte embarcou com destino à Europa para jogar no A.S. Saint-Étienne Loire, onde esteve durante duas épocas.
No início da temporada de 2008/09 transferiu-se para o Futebol Clube do Porto.
A sua estreia com a camisola dos Dragões aconteceu no dia 16 de Agosto de 2008 no Estádio do Algarve, em Faro, onde os portistas defrontaram o Sporting C.P. no jogo da supertaça Cândido de Oliveira de 2009, partida que os leoninos venceram por 2-0.
Ao serviço do F.C. Porto, Guarín permaneceu durante três épocas e meia. Sagrou-se por 3 vezes Campeão Nacional (2008/09, 2010/11 e 2011/12), venceu 3 Taças de Portugal (2008/09, 2009/10 e 2010/11) e 3 Supertaças Cândido de Oliveira (2009/10, 2010/11 e 2011/12), mas o ponto alto da sua carreira foi a conquista da Liga Europa, onde fez a assistência para o seu compatriota, Radamel Falcao, marcar o único golo da vitória com que os portistas venceram o S.C. Braga na Final disputada no Aviva Stadium no dia 18 de Maio de 2011.
Guarín de Dragão ao peito participou em 115 partidas oficiais, marcou 20 golos e conquistou 10 Títulos.
Em Janeiro de 2012 rumou a Itália para ingressar no F.C. Inter Milão por empréstimo, acabando por permanecer no clube italiano durante quatro épocas e meia. Em Janeiro de 2016 transferiu-se para o Shanghai Greenland Shenhua F.C.
Guarín também já vestiu a camisola da Selecção da Colombia por 58 vezes e marcou 4 golos. Esteve presente na Copa América de 2011 e no Campeonato do Mundo de 2014.

Palmarés
1 Liga Europa
1 Taça Sul-Americana
3 Campeonatos Nacionais 1ª Divisão (Portugal)
3 Taças de Portugal
3 Supertaças Cândido de Oliveira
1 Torneio Clausura (Argentina)
1 Torneio Apertura (Argentina)